Estudo compara salário de engenheiros de software ao redor do mundo

0
973

Recentemente Hired, um marketplace para empregos em tecnologia, divulgou estudo em que compara as remunerações dos engenheiros de software em cidades ao redor do mundo.  Segundo o estudo, em 2016, o salário médio anual de um engenheiro de software em São Francisco foi de US$ 134 mil. O valor é superior ao que a categoria recebe em qualquer outro local pesquisado. Em Seattle, cidade que pagou o segundo maior valor, a remuneração média é de US$ 126 mil. Em outros polos de tecnologia, incluindo Boston, Austin, Los Angeles, Nova York e Washington, D.C., a média encontra-se entre US$ 110 mil e US$ 120 mil.

Receber salários elevados pode não significar muita coisa, quando o aluguel e outras despesas crescem extraordinariamente, como acontece em São Francisco. Levando em conta o custo de vida, São Francisco é hoje uma das cidades que pior remuneram os seus engenheiros de software. Os US$ 110 mil anuais que um engenheiro de software recebe em Austin corresponderiam, de acordo com a Hired, a salários de US$ 198 mil em São Francisco. Da mesma forma, os US$ 107 mil pagos para a categoria em Melbourne, na Austrália, equivaleriam a US$ 150 mil em São Francisco.

O estudo também identificou a existência de uma quantidade significativa de profissionais trabalhando fora da sua terra natal. Austin mostra-se particularmente interessada em acolher os de fora: 60% das ofertas de trabalho estão sendo preenchidas por profissionais provenientes de outros locais que não o Texas. Os candidatos que se dispõem a mudar para uma nova cidade são, no geral, melhor remunerados que os candidatos locais, revela o estudo. Isso é especialmente verdadeiro em mercados europeus, canadenses e asiáticos, onde, surpreendentemente, os estrangeiros podem receber até 57% mais que a mão de obra local que exerce a mesma ocupação.

Com base em dados fornecidos voluntariamente pelos usuários da sua plataforma de empregos, Hired também investigou o impacto de atributos tais como origem, raça, sexo, idade, religião ou orientação sexual nos salários e nas práticas de contratação. As conclusões a que chega não surpreendem. Mostra que os preconceitos ainda perpassam os ambientes de trabalho.

Jovens na faixa de 25 a 30 anos de idade recebem salário anual médio de US$ 102 mil, valor inferior ao que é pago para pessoas mais velhas. A remuneração cresce com a idade até atingir o valor de pico aos 45 anos (US$ 140 mil anuais), quando começa a baixar. Para a faixa de 50 a 60 anos, a média é de US$ 130 mil ano. Os mais velhos estariam pagando um pedágio pelo envelhecimento, conclui o estudo.

Desenvolvedores de software afro descendentes com o mesmo nível de experiência que seus colegas brancos têm mais baixa expectativa de remuneração e recebem salários inferiores. Engenheiros de software de origem latina e asiática também ganham, em média, comparativamente menos que candidatos brancos de origem europeia.

Embora os candidatos negros estejam recebendo salários significativamente mais baixos que os candidatos brancos, eles são mais demandados e têm chances maiores de serem contratados. No entanto, o mesmo não acontece com candidatos de origem latina ou asiática.

Segundo Hired, “durante décadas, o Vale do Silício foi o epicentro da indústria de tecnologia. Mas, agora, o surgimento de novos polos de tecnologia e inovação nos Estados Unidos e no mundo ameaçam o reinado da região do Vale do Silício. Levando em conta o custo de vida em São Francisco, cidades como Austin, Melbourne, Seattle e Toronto tornam-se locais cada vez mais atraentes para os profissionais de tecnologia”.

Acompanhe, na Tabela abaixo, os salários médios anuais recebidos pelos engenheiros de software em 2016, em diferentes cidades do planeta, e o ajuste destes salários, considerando o custo de vida.  Para efeitos de comparação, os dados salariais em moedas diferentes foram convertidos em dólar e o custo de vida em São Francisco utilizado como referência para os ajustes.

Tabela – Comparação entre os salários médios anuais pagos para engenheiros de software em localidades selecionadas e os mesmos salários ajustados de acordo com o custo de vida na cidade de São Francisco, Califórnia – 2016

Em mil US$

CIDADE SALÁRIO MÉDIO SALÁRIO MÉDIO AJUSTADO (ref. São Francisco)
Baía São Francisco

134

134

Seattle

126

180

Los Angeles

117

174

São Diego

112

179

Austin

110

198

Denver

112

181

Chicago

108

169

Toronto

74

149

Boston

116

156

Nova York

120

133

Washington D.C.

111

141

Cingapura

61

90

Sidney

81

121

Melbourne

83

150

Londres

73

104

Paris

55

98

Fonte: Hired.

Notícia na íntegra: Connie Loizos

- Publicidade -
Innovation Hunter
COMPARTILHAR
Virgínia Duarte
Socióloga e cientista política, com especialização em gestão empresarial. Foi responsável pela área de Inteligência da Softex. Responsável técnica e coautora de várias publicações sobre o setor de TIC. É sócia-diretora da TIC em Foco Estudos e Projetos e editora do site/blog TIC em Foco.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here